domingo, 27 de dezembro de 2009


Feliz Ano Novo


Não esqueça de enviar um recado de volta... clique aqui!

Leia Mais…

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

NTE-Belém

Leia Mais…

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

POTENCIALIDADES E DE DIFICULDADES PARA O USO DAS MÍDIAS NA ESCOLA.

A integração das mídias e tecnologias no PPP (projeto político pedagógico) e no currículo escolar é um grande passo. O outro grande passo é elaborar ações articuladas, projetos que incluam os vários espaços pedagógicos da escola (sala de leitura, informática, multidisciplinar) e os diversos sujeitos. O uso das mídias requer um trabalho integrado, entre professores (das diversas áreas do conhecimento, e dos diversos espaços pedagógicos), gestores, funcionários, e alunos.
A formação de professores nesse processo é fundamental, o NTE em Belém oferta o curso de 100 horas de informática educativa, é um passo importante. Além disso, profissionais da sala de informática podem auxiliar nesse processo, dando pequenas oficinas para professores de inclusão digital, sobre possibilidades e potencialidades das TICs na educação, ou oficina de blog, discutindo e elaborando projetos que incluam outras tecnologias e mídias em suas práticas.
Neste caminho encontramos muitas dificuldades, a falta de apoio dos gestores, a resistência de colegas com o uso das tecnologias, e especialmente temos que quebrar estigmas e estereótipos com colegas e toda a comunidade, mostrando verdadeiro papel dos professores que estão em espaços pedagógicos como sala de vídeo e informática, que estão ali sim pra fazer um trabalho significativo, produtivo, sendo um articulador de ações, em prol de uma verdadeira inclusão social e digital.

Leia Mais…

TV NA ESCOLA E OS DESAFIOS DE HOJE


Sem dúvida a TV tem um papel importantíssimo como fonte de informação e entretenimento, para grande maioria do povo brasileiro, especialmente a população mais carente. Também é inquestionável o fato de que ela precisa melhorar em qualidade sua grade de programação, especialmente no mundo em que vivemos de transformações constantes. A família como célula mater, precisa definir sim, o que é adequado para cada idade, e deve também, como aponta o vídeo (1º depoimento), orientar e discutir aquilo que acriança tomou contato pela televisão ou sobre aquilo que inevitavelmente irá tomar. Com a crise de valores que vivemos a TV, se utilizada sem orientação, e em excesso, pode se tornar uma arma perigosa. Daí a necessidade do acompanhamento dos pais e da família inicialmente.
Nos educadores temos uma grande responsabilidade, como mediadores de processos de aprendizagem, temos que ajudar no desenvolvimento da capacidade crítica do aluno e em sua leitura competente do mundo em que vivemos, e isso inclui o discernimento do que de fato é bom na TV, para sua formação em quanto ser humano, cidadão e profissional.
O uso da TV na educação, portanto, se faz necessário. Ela sem dúvida nos traz inúmeras possibilidades. É necessário que se mostre principalmente, que tudo tem várias versões e é necessário que se conheça todas elas e que se discuta as mesmas. É importante discutir também o papel dos programas, das novelas, estimulando uma análise cítico-social, daquela que em muitos lares substitui os pais, é a conselheira, a psicóloga, a melhor amiga (sendo a única companhia), a TV.

Wanessa Cardoso

Leia Mais…

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

15 DE OUTUBRO DIA DO PROFESSOR!!

recados para blogs e sites

RecadosOnline - Encontre muito mais Dia do Professor em nosso site. Confira!

Leia Mais…

PROFESSOR BRASILEIRO

Parabéns a todos os professores pelo seu dia,
que seja um dia de reflexão de sua prática,
de renovação de seus sonhos
e de luta pela valorização da profissão!!


TONHO ORGULHO DE SER UM PROFESSOR BRASILEIRO!!

Leia Mais…

sábado, 12 de setembro de 2009

A ESCRITA E A LEITURA NO HIPERTEXTO

Não é possível pensar a educação desvinculada da leitura, pois esta é uma ferramenta indispensável na construção de uma sociedade apta a ler o mundo a sua volta e ainda, adquirindo conhecimento, informação, lazer, cultura e integração social.
No entanto, não basta apenas se ter a consciência de que a leitura é indispensável à formação do homem, é necessário criar meios para que o ato de ler venha se tornar uma realidade concreta na vida desse indivíduo. A escola é a instituição responsável por despertar no aluno o interesse e o prazer pela leitura, portanto precisa estimular novas formas de letramento, desenvolvendo as habilidades de leitura e escrita do alunado através da internet, do computador, usando o mundo virtual e todas as novas tecnologias em favor da educação/formação de seus alunos, conscientes de que o domínio da língua (oral e escrita) é fundamental para participação social, pois é por meio dela que o homem se comunica, tem acesso à informação, expressa e defende pontos de vista, partilha e constrói visões de mundo e produz conhecimento.
A cultura do hipertexto instiga o alunado, que ao tomar contato com uma leitura alinear (subvertendo assim a ordem da leitura impressa e linear) escolhe os caminhos a ser trilhado na busca do conhecimento, torna–se co-autor em um processo de interação contínua e coletiva, constrói sua autonomia, e sua percepção enquanto sujeito histórico e social.Assim, ao ensinar a partir de uma perspectiva interdisciplinar e multireferencial de educação, através do uso de várias linguagens a escola assume sua responsabilidade de garantir a todos os seus alunos o acesso aos saberes lingüísticos necessário para o exercício da cidadania

Leia Mais…

A UTILIZAÇÃO DO LIVRO DIDÁTICO


Historicamente o livro didático no Brasil vem produzindo e reproduzindo preconceitos, valores e vivências das classes abastadas, geralmente patriarcal e branca, passando um rolo compressor nas diversas identidades culturais existentes.
Esses valores etnocêntricos presentes na historia do livro didático no Brasil em todas as áreas do conhecimento, vem ao logo do tempo sofrendo severas críticas de educadores e da sociedade civil organizada que lutam em favor das minorias étnico-culturais. Por conta disso o livro hoje já sofreu inúmeras reformulações, atento a demanda contemporânea de respeito à diversidade cultural e aos direitos humanos de maneira geral.
É claro que muita coisa precisa ser feita para alcançarmos a merecida qualidade do livro didático, mais é necessário que se tenha claro também que ele por si só não garante uma educação de qualidade, o professor precisa dialogar com outras fontes, bibliografias, recursos e linguagens.
Neste sentido a capacitação de professores se faz necessário, assim poderemos rejeitar o livro que não satisfaça nossa visão de educação e incorporar com competência recursos diversos em nossa prática cotidiana, sem deixar de lado o livro didático, mais dialogando com ele, utilizando o que nos oferece de bom, em prol de uma educação e um currículo que prime pelo respeito às diferenças, que seja verdadeiramente multireferencial e multicultural.

Leia Mais…

domingo, 16 de agosto de 2009

FORMAS DE TRABALHAR COM MÍDIA IMPRESSA NO MEIO DIGITAL

As práticas pedagógicas atuais primam por inserção das diversas mídias no currículo escolar em todo o ensino básico, ensinando e aprendendo com jogos educativos, com o uso da internet com editor de texto e diversos programas e sítios educativos.
Tendo em vista que o nosso público alvo são nativos digitais, nascem inseridos nesse mundo informacional e tecnológico é pertinente a utilização de recursos digitais e diversos tipos de textos digitais (seja ele verbal ou iconográfico) para um letramento competente, onde o aluno passa a adquirir e aprender acima de tudo a ler o mundo em sua volta.
Assim, essas novas necessidades educacionais levam a rupturas e mudanças de paradigmas. Ao professor é iminente a necessidade de capacitação, para de forma competente usar os recursos digitais aliados as práticas pedagógicas.
Hoje no mundo digital e informacional ampliam-se as possibilidades de expressão de comunicação, com o uso da web cam, dos blogs, email, salas de bate papo, plataformas educacionais, programas educativos e outros, é possível dar palestras e conferências, é possível compartilhar projetos seja ele de ensino ou de pesquisa, interagir e compartilhar idéias através da linguagem escrita ou oral.
O uso de tecnologias na educação ganha cada vez mais adeptos, pois as trocas, o engajamento e envolvimento dos alunos nas atividades, projetos e leituras motivam professores, mediadores no processo ensino-aprendizagem, a buscar cada vez mais novas possibilidades de uso. Esses resultados se devem a junção no texto digital de várias linguagens, e de um dinamismo na leitura não vista no texto impresso, já que o leitor pode de forma autônoma escolher os caminhos da leitura acessando links e sítios correlatos.
Usando o hipertexto e associando imagens e sons, possibilita-se o envolvimento e interação e a produção do conhecimento de um número maior de alunos com identidades diversas, competências e inteligências diversas. O texto tradicional, impresso, com sua leitura linear e sem interconexão de linguagens limita essa possibilidade.
A leitura num hipertexto amplia o papel do autor, que muito além da escrita preocupa-se com a produção, com as iconografias, gráficos, sons e também o papel do leitor que ganha ares de autor escolhendo seus caminhos de aprendizagem construindo sentidos e significando e ressignificando o mundo.

Leia Mais…

sábado, 27 de junho de 2009

DICAS PARA USO DA SALA DE INFORMÁTICA

Leia Mais…

TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO

Leia Mais…

MÍDIA NA EDUCAÇÃO-MÍDIA IMPRESSA

A importância do livro

O livro sempre teve um papel fundamental em minha vida, sendo um grande estimulador para um letramento precoce. Lembro-me criança lendo e relendo coleções inteiras de histórias infantis, que em primeiro momento ouvia me contarem ou em pequenos disquinhos e depois, eu mesma queria redescobri-lás. Assim fui passando de histórias infantis para livros de literatura infanto-juvenil, e com 10 a 12 anos já estava lendo bestseler como “Cristiane F 13 anos drogada e prostituida” e “O Colecionador de Borboletas”.
Com os livros descobri o mundo e me descobri dentro dele, com os livros sempre tive companhia, e foi através deles que busquei alternativas para transformar minha realidade.
Ao longo da história humana o homem criou várias formas de se comunicar entre si e com as gerações futuras. Os primeiros homens usavam as pinturas nas paredes das cavernas, as pinturas rupestres, logo depois a escrita foi inventada e as imagens ainda hoje, continuam a ser importante instrumento de compreensão e leitura do mundo em que vivemos. O homem é essencialmente um ser social, ele necessita da relação com o outro da troca, acumulando experiências e habilidades, garantindo a própria a sobrevivência.
Neste sentido, os livros, como as imagens, nunca irão se tornar obsoletos com a internet, assim como o rádio não ficou com a TV. Teremos com o mundo virtual, novas formas de leitura de mundo, no dialogar com diversas linguagens ao mesmo tempo, em leituras alineares, com um leitor livre para escolher esquemas de leituras atípicos. Mesmo com toda essa liberdade do leitor com a internet, o velho livro, através do registro contínuo, sempre será uma fantástica forma de resguardar os saberes da humanidade, é através dele que recebemos o primeiro letramento, já que para usar a internet e o computador de forma competente é necessário saber ler e escreve.
Vida longa ao livro, e vida longa as diversas formas de ler e entender o mundo em que vivemos seja ela digital ou não.
Um grande abraço!!!

Leia Mais…

TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO


O atual mundo tecnológico opera, a todo o momento, mudanças, transformações, produzindo conhecimentos, técnicas, informações e identidades diversas. Neste sentido, a escola, como uma micro célula dentro desse corpo social, recebe um chamamento para mudanças de concepções e de práticas pedagógicas.
Assim, a educação hoje, está impreterivelmente envolvida no mundo informacional e digital, possibilitando o uso das novas tecnologias de forma autônoma e competente por professores e alunos.
O uso da informática e das diversas tecnologias da informação e comunicação, possibilita uma educação dialógica e colaborativa, integrando espaços e pessoas (professor da sala de aula, sala de leitura e demais espaços pedagógicos), ampliando as possibilidades metodológicas no processo ensino-aprendizagem com o uso de diversos programas educativos, da internet para pesquisas, produções/publicações, e comunicação/interação, associado ao uso de fotografias, vídeos, sons, jogos, DVDs, CD-ROM, e outras mídias.A utilização das mídias por si só não irão revolucionar a educação, por isso, é necessário o educador capacitado para o uso das tecnologias, mediando novas relações de aprendizagem onde o aprender e o ensinar são indissociáveis para uma pratica educativa que vise a qualidade social, a formação cidadã e uma verdadeira inclusão social e dig
ital.

Leia Mais…

Regar o jardim, para animar o verde!
Dar água ás plantas sedentas! Dê mais que o bastante.
E não esqueçam os arbustos também
Os sem frutos, os exaustos
E avaros! E não negligencie
As ervas entre as flores, que também
Têm sede. Não molhe apenas
A relva fresca ou somente a ressecada;
Refresquem também o solo nu.”


(Bertold Brecht)

Leia Mais…

CURSO TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO:APRENDENDO E ENSINANDO COM AS TCs

É uma pena o curso ter terminado!! Gostei de cada aula, de cada descoberta. Gostaria de agradecer a professora Rosistela pela paciência com todos, pela sensibilidade e competência no que faz. Ficarei com saudades, um abraço em todos e até o próximo encontro pela vida!!

Leia Mais…

FORMAÇÃO CONTINUADA:O QUE É ISO MESMO?

Como ser social e cultural que somos vivemos na relação com o mundo, o qual transformamos constantemente. Diante disso, dessas constantes mudanças e inovações a formação continuada se faz necessária. É nela que nossas dúvidas (que surgem a cada minuto na sala de aula) serão dissipadas ou que nossas verdades são colocadas em xeque.Formação continuada te dá possibilidades de diversas leituras de mundo, dialogando com ele de forma freqüente e competente. Coloca a baixo todas as práticas reprodutoras que nos fecham em uma redoma intocável e aparentemente inabalável. Ela me faz viva, produtiva, aproximando teoria e prática em favor da qualidade social na educação

Leia Mais…

QUEM SOU EU COMO APRENDIZ?

O ser humano é um ser aprendente e inacabado, é essa consciência de nossa incompletude que nós torna mais flexíveis e abertos ao diálogo com as diferenças. É com a percepção de que eu só existo na relação com o outro, com quem troco e acumulo experiências, aprendendo e ensinando, que há situações diversificadas e significativas de aprendizagem. Assim, sou aprendiz o tempo todo em minha vida mesmo muitas vezes não me percebendo como tal.Portanto aprender e ensinar são indissociáveis como a tese e a antítese, a ação e a reação, o yin e o yang.

Leia Mais…

QEM SOU EU COMO PROFESSOR?

Ensinar pra mim é não desistir diante das dificuldades; é buscar sempre e trocar sempre, tendo em vista a inclusão de todos, e do diálogo com as diferenças. E neste sentido acredito que o professor precisa ser um constante pesquisador, elaborando e executando projetos, trabalhando de forma colaborativa e interdisciplinar para a construção de uma escola dialógica e solidária. Apesar de muitos tropeços e barreiras, acredito que consegui deixar sementes neste sentido, como trazer para o debate desde 2004 (na escola que lecionei até 2007) a importância e a necessidade do cumprimento da Lei 10639-2003, que em seu artigo 79-B torna obrigatório a comemoração em todas as escolas do país “O Dia Nacional da Consciência Negra” e a inclusão em um currículo multicultural, da História e Cultura Africana. Em um primeiro ano viabilizei um trabalho isolado, não porque quis, mas porque as mudanças de mentalidades são lentas e graduais, e hoje ausente a menos de um ano da escola sei que minha sementinha vingou e está sendo regada por todos os meus colegas, alunos, coordenação e direção que ajudaram e se engajaram nesse processo. Recebi muitas mensagens neste último dia 20 de Novembro de alunos e professores, o que me deixa extremamente feliz e tocada de saber que nada foi em vão.
"Tudo vale a pena quando a alma não é pequena”.

Leia Mais…

REALIZAÇÕES NTE BELÉM